“Diálogos & Espiritualidade”, informativo aborda a questão da intolerância religiosa

O Coletivo por uma Espiritualidade Libertária anuncia o lançamento do primeiro número do informativo “Diálogos & Espiritualidade” (2017) que aborda a questão da intolerância religiosa. Essa publicação está no âmbito das atividades da Campanha Contra a Intolerância Religiosa e do projeto “Diversidade religiosa em sala de aula”.

O conteúdo está disponível e pode ser baixado através do seguinte link.

Conteúdo do informativo “Diálogos & Espiritualidade” (2017):
– Campanha Contra a Intolerância Religiosa e Projeto “Diversidade religiosa em sala de aula” (p. 3);
– Texto “As raízes do diálogo inter-religioso”, por Angélica Tostes (pp. 4-5);
– Depoimentos, informações e fotos (pp. 6-7);
– Entrevista com Sarah Ghuraba (muçulmana), por Silas Fiorotti (pp. 8-9);
– Entrevista com Patrício Araújo (candomblecista), por Silas Fiorotti (pp. 10-11);
– Texto “Enfrentando o preconceito como alternativa para a promoção da saúde”, por Eugênia Zilioli Iost (p. 12).

2017-fanzine-dialogos-e-espiritualidade-capa

Também há uma versão disponível do informativo “Diálogos & Espiritualidade” (2017) para impressão que pode ser baixada através do seguinte link.

* * * *

O Coletivo por uma Espiritualidade Libertária (de São Paulo) aceita convites para palestras voltadas para jovens, estudantes, educadores e religiosos. Entre em contato conosco para levar alguma palestra para sua instituição, empresa, escola, igreja, grupo de jovens ou coletivo. Para saber mais sobre a Campanha Contra a Intolerância Religiosa, leia o texto “É preciso dizer não à intolerância religiosa no Brasil” de Amauri Alves e Silas Fiorotti. E para saber sobre o projeto “Diversidade religiosa em sala de aula”, leia o texto “Por que falar de religião em sala de aula?” de Silas Fiorotti.

Contato: espiritualidadelibertaria@gmail.com.

 

Anúncios

Enfrentando o preconceito como alternativa para a promoção da saúde (por Eugênia Zilioli Iost)

O trabalho da Atenção Básica de Saúde (Setor Público) no Brasil enfrenta vários desafios para promover uma população saudável. A UBS (Unidade Básica de Saúde) é a porta de entrada principal para os munícipes iniciarem as investigações das queixas físicas e mentais, aumentando com isso a complexidade no trabalho dos profissionais de saúde.

A visão que temos sobre a Saúde de uma população incide diretamente no processo de trabalho dos profissionais. De acordo com a linha teórica da Saúde Coletiva, os aspectos que podem influenciar no processo Saúde-Doença não são exclusivamente biológicos, a maneira como a sociedade se organiza, socialmente, economicamente e culturalmente, tem uma atuação potencialmente elevada no desenvolvimento das doenças.

Com base nessa teoria, a UBS Alpes do Jaraguá, no município de São Paulo, desenvolveu um projeto intitulado de “Alpes Diversidade”. Este projeto, pretende ampliar a visão de mundo dos profissionais de saúde e demais trabalhadores da Unidade (Segurança, Limpeza, Administrativo), sobre assuntos ligados aos direitos humanos. Em março de 2015, iniciamos rodas de conversa com todos os trabalhadores da UBS, sendo o primeiro tema “Racismo no Brasil”. O segundo tema deste projeto foi a “Intolerância Religiosa às religiões de matrizes africanas”.

Durante as rodas de conversa, contamos com um professor de filosofia que é líder no Candomblé e isso permitiu um aprofundamento sobre o assunto. Apresentamos também um documentário da ONU Brasil sobre o preconceito às religiões de matrizes africanas (ou religiões afro-brasileiras) no Brasil. Durante o debate, os participantes (principalmente cristãos), questionaram sobre os símbolos dessas religiões serem semelhantes à imagem do “demônio” e que se sentiam “mal” quando assistiam aos seus rituais. Estes apontamentos foram fundamentais para que a equipe condutora do Projeto pudesse esclarecer sobre as diferenças entre os símbolos religiosos e os seus significados nas religiões de matrizes africanas.

Foi possível também abordar sobre o modelo eurocêntrico, imposto ao Brasil desde a sua colonização e que o olhar sobre um culto religioso necessita de uma base cultural alinhada à religião específica.

Como gerente dessa UBS, pude observar que essas rodas de conversas, impulsionaram uma reflexão sobre os modelos e conceitos fundamentalistas da nossa sociedade, vários funcionários comentam que hoje estão vendo, por exemplo, as cotas raciais de outra maneira, pois entenderam que desde a libertação dos escravos esta foi a primeira ação de inclusão do negro no sistema de educação.

Esse projeto tem permitido evidenciar que é possível organizar um ambiente propício para a reflexão de temas inclusivos e que não importa onde estamos ou o que fazemos, o fundamental é sairmos da posição de expectadores e atuarmos como protagonistas das nossas vidas.

dsc_0050

Eugênia Zilioli Iost é gerente da UBS Alpes do Jaraguá, mestre em Enfermagem em Saúde Pública, e membro do Coletivo por uma Espiritualidade Libertária. E-mail: eugeniazilioli@yahoo.com.br.

* * * *

O Coletivo por uma Espiritualidade Libertária (de São Paulo) também aceita convites para palestras voltadas para jovens, estudantes, educadores e religiosos. Entre em contato conosco para levar alguma palestra para sua instituição, empresa, escola, igreja, grupo de jovens ou coletivo. Para saber mais sobre a Campanha Contra a Intolerância Religiosa, leia o texto “É preciso dizer não à intolerância religiosa no Brasil” de Amauri Alves e Silas Fiorotti. E para saber sobre o projeto “Diversidade religiosa em sala de aula”, leia o texto “Por que falar de religião em sala de aula?” de Silas Fiorotti.

Contato: espiritualidadelibertaria@gmail.com.

Inscrições abertas para extensão em “Diversidade religiosa em sala de aula”, em São Paulo

O curso de extensão universitária “Diversidade religiosa em sala de aula” está com as inscrições abertas. Esse curso será oferecido e coordenado pelo Coletivo por uma Espiritualidade Libertária, em parceria com o Instituto Unised.

2016_diversidade-religiosa-unised

O curso é voltado para professores e demais profissionais da educação básica e comunidade, mas aberto a interessados em geral, graduados e graduandos em qualquer área. Serão 5 módulos (40h) com 5 encontros presenciais (terças-feiras das 19h30 às 22h30) mais leituras e atividades a distância.

O primeiro encontro presencial será no dia 01 de novembro (terça-feira) a partir das 19h30. Compareçam!

  • Módulo 1: Diversidade religiosa e direitos humanos
  • Módulo 2: Intolerância religiosa no Brasil e em sala de aula
  • Módulo 3: Elementos para promover e valorizar a diversidade religiosa
  • Módulo 4: Diversidade religiosa nos materiais didáticos e objetos de aprendizagem
  • Módulo 5: Diversidade religiosa no planejamento das aulas

As vagas são limitadas. Garanta já a sua vaga, faça a sua inscrição até o final do mês de outubro. Últimas vagas!

Inscrições:
Rua José dos Reis, 719, São Paulo, próximo ao metrô Vila Prudente (Linha Verde).
Tel.: 11 2084 8433 – E-mail: contato@unised.com.br.

Informações (sobre esse e outros cursos): espiritualidadelibertaria@gmail.com.

Diálogo sobre diversidade religiosa em sala de aula (10/9/2016), em São Paulo

Coletivo por uma Espiritualidade Libertária convida para:

“Diálogo sobre diversidade religiosa em sala de aula”
10/9 (sábado) a partir das 14h30

com a antropóloga Janaina de Figueiredo (coordenadora da ACUBALIN),
e com o historiador Allison Tiago (professor da SEE-SP),
e mediado por Lucia Goulart e Silas Fiorotti (membros do Coletivo por uma Espiritualidade Libertária).

O encontro iniciará pontualmente às 14h30 na E.E. Prof. Milton Cruzeiro, na Av. das Alamandas, 36, Cidade A.E. Carvalho, na zona leste da cidade de São Paulo (próximo à Av. Campanella e à Praça das Professoras, próximo ao metrô Itaquera).

2016_banner_apuel_160910.001

Divulgue também este encontro na sua escola. Veja arquivo para impressão.

Este encontro, organizado pelo Coletivo por uma Espiritualidade Libertária, é o primeiro de uma série de encontros direcionados aos professores e às professoras da educação básica, mas abertos a todos e todas interessadas no tema. (Lembramos que ofertaremos, em breve, aqui na cidade de São Paulo, o curso de extensão “Diversidade religiosa em sala de aula” em parceria com uma universidade.)

A participação é gratuita, basta confirmar a presença por e-mail e contribuir com quitutes, frutas ou bebidas que serão partilhados. Serão emitidos certificados de participação.

Informações: espiritualidadelibertaria@gmail.com
#espiritualidadelibertaria