Campanha Contra a Intolerância Religiosa (2018)

O Coletivo por uma Espiritualidade Libertária promove anualmente a Campanha Contra a Intolerância Religiosa. Leia o texto “É preciso dizer não à intolerância no Brasil”, e saiba mais sobre nossa campanha.

2018_campanha-contra-a-intolerancia-religiosa-insta.001

Utilize a hashtag #nãoàintolerânciareligiosa e deixe sua foto e seu recado nas redes sociais, por uma cultura de respeito, convivência pacífica e livre da intolerância religiosa. Você pode acessar os cartazes da nossa campanha através deste link.

Você também pode promover a Volta às aulas sem intolerância religiosa na sua escola, incentivando seus colegas professores e estudantes a participarem da Campanha Contra a Intolerância Religiosa.

2018_ccir-volta-as-aulas-insta

* * * *

O Coletivo por uma Espiritualidade Libertária lançou o primeiro número do informativo “Diálogos & Espiritualidade” (2017) que aborda a questão da intolerância religiosa. Esta publicação está no âmbito das atividades da Campanha Contra a Intolerância Religiosa e do projeto “Diversidade religiosa em sala de aula”. Para saber mais sobre a Campanha Contra a Intolerância Religiosa, leia o texto “É preciso dizer não à intolerância religiosa no Brasil” de Amauri Alves e Silas Fiorotti. E para saber sobre o projeto “Diversidade religiosa em sala de aula”, leia o texto “Por que falar de religião em sala de aula?” de Silas Fiorotti.

 

Anúncios

2018 com espiritualidade que vai contra toda a injustiça!

Nós do Coletivo por uma Espiritualidade Libertária desejamos um 2018 cheio de espiritualidade que vai contra toda a injustiça!

2017_banner_ano-novo-2018.001

“Clamem, mães da dor e da esperança. Não deixem de clamar através dos séculos, mães de Ramá e de Belém. Com as mães do Iraque e de Gaza, e novamente de Belém. Com as mães de Auschwitz ou da Armênia, e de todos os genocídios da insensata história humana. Gritem e chorem com as mães de todos os nossos povos da América indígena, dizimados em suas próprias terras pelo afã homicida do conquistador atirado na busca do ouro e do poder. Gritem com as mães de Soweto, com as de Hiroshima, as milhões de mães de holocaustos de inocentes, que a soberbia e o preconceito disseminam em nossa história. Com as mães de Biafra e do Haiti, vendo seus filhos morrendo na fome imposta, na miséria calculada. […] Que seus gritos de espanto ressoem sempre, sem ceder diante das ofertas de consolo dos compradores de consciências. Não ouçam as palavras doces com as quais querem abrandá-las os pregadores das reconciliações indignantes. Que nunca se detenham em seu obstinado lamento, essa desbocada exigência de vida, essas voltas intermináveis nas praças dos povoados; que não se cale esse clamor de justiça que se levanta desde o início dos séculos e chega até hoje, para que o império nunca durma sem sentir, mesmo tampando os ouvidos, que seus massacres não caíram no esquecimento.” (Néstor Míguez)

Feliz Natal e Feliz Ano Novo cheio de vida, de clamor e de esperança!

II Feira dos Direitos Humanos (08/12/2016), em São Paulo

No dia 08 de dezembro (quinta-feira) a partir das 19h, ocorrerá a II Feira dos Direitos Humanos da organização Conectas Direitos Humanos, aqui na cidade de São Paulo. A feira contará com a exposição de 28 projetos relacionados à promoção da cidadania e dos direitos humanos e cerca de 100 participantes.

O evento será realizado em comemoração ao Dia Internacional dos Direitos Humanos, com o objetivo de divulgar e fortalecer a luta pela defesa dos direitos fundamentais através de um grande encontro entre pessoas que trabalham ou se interessam pela área.

O Coletivo por uma Espiritualidade Libertária foi selecionado para expor o projeto “Diversidade religiosa em sala de aula” e as ações da “Campanha Contra a Intolerância Religiosa”.

feira-conectas-el-001

A II Feira dos Direitos Humanos ocorrerá na sede da Conectas, localizada na Avenida Paulista, 575, Edifício Barão de Ouro Branco, 19º andar (próximo ao metrô Brigadeiro), São Paulo, SP. Informações: 11 3884 7440, comunicacao@conectas.org.

* * * *

Para saber sobre a “Campanha Contra a Intolerância Religiosa”, leia o texto “É preciso dizer não à intolerância religiosa no Brasil”, e para saber sobre o projeto “Diversidade religiosa em sala de aula”, leia o texto “Por que falar de religião em sala de aula?”.

Convide o Coletivo por uma Espiritualidade Libertária para ministrar uma oficina ou palestra na sua escola, organização ou instituição religiosa. Entre em contato conosco: espiritualidadelibertaria@gmail.com.

Diálogo sobre a reforma no ensino médio (26/11/2016), em São Paulo

Nós, do Coletivo por uma Espiritualidade Libertária, convidamos todos e todas para o Diálogo sobre a reforma no ensino médio que ocorrerá no sábado (26) a partir das 9h30, aqui na cidade de São Paulo.

Em breve confirmaremos os convidados.

O encontro iniciará pontualmente às 9h30, no salão paroquial da Igreja Imaculada Conceição, na Avenida Brigadeiro Luis Antônio, 2071, São Paulo, SP, próximo ao metrô Brigadeiro.

encontro-001

A participação neste encontro é gratuita, basta confirmar a presença por e-mail. Serão emitidos certificados digitais aos participantes.

Para maiores informações: espiritualidadelibertaria@gmail.com.

 

Ato-vigília em memória dos 5 jovens negros (10/11/2016), em São Paulo

Na próxima quinta-feira, dia 10 de novembro a partir das 18h00, ocorrerá o Ato-vigília em memória dos 5 jovens negros mortos pela Polícia Militar na zona leste da cidade de São Paulo. A concentração do ato será no Largo São Francisco, em frente à Faculdade de Direito e ao lado da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.

Não podemos esquecer do César Augusto Gomes da Silva (19 anos), do Jonathan Moreira Ferreira (18 anos), do Caique Henrique Machado Silva (18 anos), do Robson Fernando Donato de Paula (16 anos), do Jonas Ferreira Januário (30 anos), e de tantos outros jovens negros executados nas nossas periferias.

ato-vigilia-001

Nós, do Coletivo por uma Espiritualidade Libertária, assim como diversos coletivos, apoiamos este ato.

Por uma espiritualidade contra o genocídio da juventude preta, pobre e periférica!

No dia 29 de outubro, ocorreu o Diálogo sobre eleições e mandatos municipais, em São Paulo

No dia 29 de outubro, ocorreu o “Diálogo sobre eleições e mandatos municipais“, aqui na cidade de São Paulo. Este diálogo contou com a participação do Chico Ximenes (do Movimento Passe Livre de São Paulo, MPL-SP), da Angélica Tostes (do Coletivo por uma Espiritualidade Libertária e da Rede Fale), e do Eduardo Brasileiro (do Coletivo Igreja Povo de Deus em Movimento), e foi mediado por Eugênia Zilioli Iost (do Coletivo por uma Espiritualidade Libertária).

Nós, do Coletivo por uma Espiritualidade Libertária, agradecemos a todas e todos que colaboraram e participaram desse encontro.

2016_banner_apuel_161029-001

2016_banner_apuel_161029-colagem-001

Faça parte do Coletivo por uma Espiritualidade Libertária, participe dos nossos encontros, participe da comissão editorial da revista Espiritualidade Libertária, colabore com a organização da Campanha Contra a Intolerância Religiosa, e/ou participe do projeto Diversidade religiosa em sala de aula. Entre em contato conosco.

Nesse mês de novembro de 2016, ocorrerá um diálogo sobre gênero e religião no Brasil colonial.

Informações: espiritualidadelibertaria@gmail.com.

 

Diálogo sobre eleições e mandatos municipais (29/10/2016), em São Paulo

Coletivo por uma Espiritualidade Libertária convida para:

Diálogo sobre eleições e mandatos municipais“, no dia 29/10 (sábado) a partir das 14h00

com a participação de:
Angelica Tostes (Coletivo por uma Espiritualidade Libertária e Rede Fale),
e Eduardo Brasileiro (Coletivo Igreja Povo de Deus em Movimento),
e mediado por Eugênia Zilioli Iost (Coletivo por uma Espiritualidade Libertária).
Convidamos também membros do Coletivo CATSO e do Movimento Passe Livre (MPL-SP).

O encontro iniciará pontualmente às 14h00 no salão paroquial da Igreja Imaculada Conceição, na Avenida Brigadeiro Luis Antônio, 2071, São Paulo, SP, próximo ao metrô Brigadeiro.

2016_banner_apuel_161029-001

A participação é gratuita. Pedimos apenas que confirmem a presença por e-mail e contribuam com quitutes ou frutas que serão partilhados.

Informações: espiritualidadelibertaria@gmail.com.