“Que o poder religioso não justifique qualquer tipo de abuso!”, nota das Católicas pelo Direito de Decidir

Segue abaixo a nota emitida pelas Católicas pelo Direito de Decidir:

meme-nota abusos nas religiões 2018

Nos últimos dias, o Brasil se deparou com uma série de denúncias de abuso sexual contra o médium João de Deus. Mais de 500 denúncias já foram feitas ao Ministério Público. Além dos abusos, João também está sendo investigado por lavagem de dinheiro.

O episódio não é isolado. Inúmeras são as notícias de abuso sexual e de estupro cometidos por líderes religiosos do mundo todo, incluindo padres católicos e pastores evangélicos. As religiões, ao contrário do que pregam, também têm sido espaço de violência e silenciamento de vítimas, estas, em sua maioria, mulheres.

A vida e a dignidade das mulheres devem ser respeitadas em todos os espaços sociais, políticos e também religiosos. Ao contrário do que alguns setores da sociedade têm propagado, a religião não é a salvaguarda da Nação, mas, sim a Democracia, que deve garantir o respeito a toda e qualquer pessoa.

Fundamentados no Estado laico, os valores democráticos de respeito à diversidade e combate a qualquer tipo de intolerância devem ser os pilares de todos os governos comprometidos com o bem-estar social.

Nós, Católicas pelo Direito de Decidir, nos indignamos com o uso da fé e da religiosidade para a perpetuação da violência contra as mulheres. Que todo e qualquer relato de abuso seja investigado e punido, e que haja acolhimento e solidariedade para com as mulheres diante da dor da violência e do silenciamento.

Católicas pelo Direito de Decidir
19/12/2018

Fonte: <http://catolicas.org.br/novidades/que-o-poder-religioso-nao-justifique-qualquer-tipo-de-abuso/>.

* * * *

Coletivo por uma Espiritualidade Libertária lançou o primeiro número do informativo Diálogos & Espiritualidade (2017) que aborda a questão da intolerância religiosa. Esta publicação está no âmbito das atividades da Campanha Contra a Intolerância Religiosa e do projeto Diversidade Religiosa em Sala de Aula. Para saber mais sobre a Campanha Contra a Intolerância Religiosa, leia o texto “É preciso dizer não à intolerância religiosa no Brasil” de Amauri Alves e Silas Fiorotti. E para saber sobre o projeto Diversidade Religiosa em Sala de Aula, leia o texto “Por que falar de religião em sala de aula?” de Silas Fiorotti.

No dia 14 de maio, ocorreu o Diálogo sobre gênero e religião com a teóloga Ivone Gebara

No dia 14 de maio, ocorreu o “Diálogo sobre gênero e religião” com a teóloga Ivone Gebara, em São Paulo. O diálogo contou com a mediação de Angélica Tostes e Mayara Oliveira.

Agradecemos a todas e todos que participaram e/ou apoiaram a realização desse encontro. Lembramos que o áudio do diálogo foi gravado e em breve será disponibilizado.

Acompanhe a página do Coletivo por uma Espiritualidade Libertária para obter informações sobre os próximos encontros e outras atividades. Nos próximos meses, organizaremos um diálogo sobre os catolicismos negros no Brasil e um diálogo sobre os evangélicos no período da ditadura militar.

Mantenham a chama acesa!!

2016_banner_apuel_160514.001

13237863_1199978460015410_800366266307933263_n

13165884_1199978346682088_5727994556868775798_n

13230318_1199978323348757_5551017499167047518_n.jpg

13062074_1199978253348764_7498346247978022669_n

13221036_1199978423348747_3267269575995080642_n

13245497_1199978526682070_8070263295079316829_n

13227173_1199978640015392_8931172121496829312_n

2016_banner_apuel_160514.001

Fotos de Elaine Martins Donda.